Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





30/05/10

hoje é o tempo

do renascer vigoroso de deusas primordiais

que dão à paisagem

formas tecidas de folhas


é o tempo

do sol sorrir na transparência da água

ou deitar-se manso

sobre ondulantes lençóis verdes azulados

até adormecer no crepúsculo


é o tempo

de sentir o brando acordar da brisa

do sereno canto dobrado das aves

que atravessam o eterno espaço

e de gravar na retina o dócil bailado das mariposas


é o tempo

das palavras florirem mágicas

nas sílabas silenciosas da inspiração

para se oferecerem à poesia


hoje é o tempo

de respirar

beber e saborear a essência

na existência do segredo da Vida.

" 45 Poemas pela Vida"


20/05/10

Foto de Manuel Lao

alimentamos sonhos

no silêncio erguido à esperança

e por vezes deixamo-la esvair-se

ao cair na realidade



11/05/10

Pintura de Carrington

não contes as contas do teu rosário

que são contas pagas sem obrigações.

conta as que dão por conta num sumário

de contas das razões esquivas dos vilões


nas contas não reza o teu fadário

porque esse a vida não esqueceu.

conta todas as folhas do diário

onde a criança ferida escreveu


no final de contas há que esconder

dentro do manto da fé e da bondade

a negra política para não se ver


como a mentira vence a verdade

com papas e mais papas de sarrabulho

num odor de contas feitas de entulho.