Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





04/07/14



O QUE É SEU A SEU DONO.


DOU CONHECIMENTO A TODOS QUE ADQUIRIRAM O LIVRO LAÇOS ( DUETO) DA MINHA AUTORIA E DA DRª MANUELA BARROSO DE QUE, POR LAPSO DO EDITOR, CONSTA O POEMA DA PÁGINA VINTE OITO COMO SENDO DA MINHA AUTORIA O QUE NÃO CORRESPONDE À VERDADE. O DA PÁGINA 27 É MEU E O DA 28 É DA DRª MANUELA. APROVEITO ESTA OPORTUNIDADE PARA PARTILHAR CONVOSCO O REFERIDO POEMA, PARTE I E II, DE MINHA AUTORIA E DA AUTORIA DA DRª. MANUELA BARROSO

ANTE O SILÊNCIO ( DUETO) - PARTE I DO LIVRO LAÇOS, PÁGINA 27

Maia

Ante o silêncio dentro de mim
canta agitada a flauta do vento
pelas friestas das janelas.

Afasto os cortinados
e escurecem-me os olhos na dança brusca das flores
que temem cair das floreiras sem sentirem a brisa amena
nem o brilho do sol da primavera.

Numa tristeza infinita 
penso:
quantas flores humanas
não dançam na estrada da vida
como elas!

Teresa Gonçalves

ANTE O SILÊNCIO ( DUETO) -PARTE II DO LIVRO LAÇOS, PÁGINA 28

Gerês

No silêncio onde mergulhas a flor do pensamento
verás que nas pétalas da gente
o vento não tem a força nem o canto dele vence
a eterna dança do Amor

No homem como na flor continua a valsa do vento
umas vezes
é trigo amargo
outras é mel onde trago
leve aragem ao pensamento

Na floreira da vida quando os ventos estremecem
o caule da flor tardia
os olhos escurecem perante a flor murchando
onde sem seiva fenecem os sonhos
que vão morrendo na flauta do vento.

Manuela Barroso



6 comentários:

  1. Um deleite aqui está... Olá minha querida amiga. Venho renovar o convite para participar do 9º Pena de Ouro, até amanhã estarei recebendo as poesias. Caso não deseje participar da brincadeira como poetisa espero contar com a tua presença a partir do dia 12/07 para a votação. Um enorme beijo no coração

    ResponderEliminar
  2. Desgarros que com tão belas metáforas soam a calidez...
    Beijinhos para as duas.

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde tarde querida amiga, faz muitoooooooo tempo que por aqui não passo, estava sentindo muitas saudades deste seu cantinho!
    Lindo o seu poema!
    Tudo do melhor para você!
    Um grande abraço para voce!
    MariaAlice

    ResponderEliminar
  4. Lambendo ainda as feridas pela passagem do meu paizinho venho te convidar para votação da final do 9º Pena de Ouro... A vida continua e o tempo não para, por isso decidi reativar o concurso/brincadeira, que foi interrompido, quando papai quis ir fazer uma festa no céu. Então venha brincar comigo e os blogueiros que heroicamente não deixam a blogosfera fenecer. Um enorme beijo no coração.

    http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br/

    Desculpe passar tão rápido pela tua casa e nem sentar e saborear teu post... O tempo urge e tirei o dia para convidar a blogosfera, depois volto com calma e te afago.

    ResponderEliminar
  5. O seu a seu Dono, diz a Voz do Povo.
    Contudo os merecimentos de tão belas "melodias" Poéticas, acabam por serem embaladas no Mundo da Poesia.
    Como hei dito anteriormente, Parabéns a ambas.

    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar