Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





23/02/18


Imagem Google

A MAGIA DO DESPONTAR
                                                                             
O que escrevo está num esconderijo onde as sílabas nascem inquietas antes. muito antes do início.
há probabilidades de se unirem e formarem a palavra nas nervuras do tempo e ser poema numa trajetória inversa antes da primeira madrugada do início.
há um tempo
há um espaço vago
há um poema que nasce
há um ano que passa e as letras rodopiam e regressam antes do início. abertura para o interstício das horas à superfície  do esconderijo: Alma
a magia do despontar do início cruza-se com o fim.
o fim depois do início na improbabilidade de ser espírito
alma ou corpo transforma-se em sílaba em movimento
tal mariposa de asa imensa numa dança leve e contínua ao encontro da linha do Universo rasgando o ventre da ordem até à desintegração.
o que escrevo está no esconderijo da lucidez e portanto da loucura único caminho que resta para reconhecer o nível de sensibilidade, do sentir e das ações para não pactuar com a mediocridade nem dar fé à ignorância. O terrorismo monstruoso da mentira.
há um ano que passa
há um poema que nasce
há um espaço vago
há um tempo
o tempo corredor da vida. espaço represo em sílabas que separa o início  há milhares de milhões de anos- luz. dando ao homem a oportunidade de brincar com um certo jogo matemático com o objetivo  de corroer tudo o que foi criado.

há o início e há o fim.

Teresa G.
     

4 comentários:

  1. Mas que bom te ver,Tecas! E sempre bem inspirada. Gosto de te ler! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Obrigada, querida Chica! Também adorei voltar a visitar o teu blog.
    Agora vou passar a estar mais presente e cuidar do que é meu rs.
    Beijinhos mil e bom domingo.

    ResponderEliminar
  3. Uma ´página linda demonstrando que sempre estás muito inspirada,
    Um abraço .
    Élys.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, meu bom amigo poeta Élys! Estou em falta com todos os meus seguidores , porém prometo que após o lançamento da Antologia POESIA PORTUGUESA ( Bilingue) terei mais tempo livre, (penso eu) e poderei comentar todos. Até lá um grande abraço poético.

      Eliminar