Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





02/08/09

Pintura Sally Sose


não sei que diamante
te espalhou
e em que berço minha alma
se debruçou
se tu
delírio branco do pensamento
com asas livres sempre
em movimento
geras a primavera
e dás existência à utopia
aos jardins lúcidos ou de loucura
onde floresce a hera
de verdes braços estendidos
à luz do dia
como bocas à procura
de beijos permitidos
na ondulação do vento.

serás tu uma candeia acessa sempre a arder
a luz que docemente se levanta ao céu
para as estrelas desprender
e regressar no sol do alvorecer?

(in) antologia DEZSETE

5 comentários:

  1. Sempre linda a tua poesia! Eu fico fascinada. Muitos beijos.

    ResponderEliminar
  2. eu sou essa estrela
    e a voz cristalina que
    fica: poema

    grande beijinho
    jorge

    ResponderEliminar
  3. "Asas livres sempre em movimento" ... a fazer alvorecer o poema!
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  4. A liberdade dá uma certa magia, um certo brilho a todos aqueles que sabem para onde querem voar
    =) beijos

    ResponderEliminar
  5. Tecas, a sua poesia além de linda, você tem o bom gosto pelas belíssimas telas aqui presentes, passa na minha casinha, tem um convite para você, e seus amigos,
    Efigênia

    ResponderEliminar