Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





05/09/11

Pintura de Marice Denis

queria poder desvendar-te
numa prece à beleza
na água cristalina
no silêncio verde
na glória dos céus
num sopro de grandeza
no príncipe das marés
na transparência da luz
no anel do sol
no luar ausente
no beijo das rosas
no coração dos pássaros
na pele nocturna da terra
e no ventre sagrado das coisas secretas
onde giras...giras...giras
na plenitude do Universo
num recomeço contínuo infinito
para te dizer:
- rendo-me! -
entre o sonho branco e o cântico do sangue.

"in" Singelo Canal

49 comentários:

  1. Porque no branco tudo se volta a escrever...
    Gostei da pintura e da ternura do poema...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  2. Realizares um desejo, acreditares num sonho. Abraça o mundo Tecas que eu comemoro tua existência.
    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  3. Há poemas teus que me deixam sem palavras.
    É o caso deste excelente poema, onde a inspiração é enorme do princípio ao fim, mas cujs últimos 3 versos são de se lhe tirar o chapéu...
    Parabéns e obrigado por este momento poético de antologia.
    Querida amiga Tecas, tem uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  4. Olá, Maria!
    Adorei o Poema e a pintura também.
    Grato pelas visitas e comentários carinhosos.
    Abraços de Luz.

    ResponderEliminar
  5. Desvendar o possível em uma pintura excelente, lindo de ver. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  6. A sua presença sempre enriquece a minha vida e anima minha alma: obrigada, amiga. Sou-lhe grata por cada palavra, por cada carinho, por cada minuto que me oferta de um tempo precioso de sua vida! Muito obrigada!

    Quanto ao poema - belíssimo. Gosto de como descreve o que sente e lança a gente nesse seu mar sagrado de símbolos e mil significados:
    "no anel do sol
    no luar ausente
    no beijo das rosas
    no coração dos pássaros
    na pele nocturna da terra
    e no ventre sagrado das coisas secretas
    onde giras...giras...giras
    na plenitude do Universo
    num recomeço contínuo infinito"

    Como não dizer que é mágico?

    ResponderEliminar
  7. - rendo-me! -
    entre o sonho branco e o cântico do sangue.


    Belo poema

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Amada Amiga.
    Eu amei seu poema e coloquei você em homenagem no meu blog.
    Tem um presentinho para homenageados a esquerda do blog.
    Linda tarde bjs no coração.
    Evanir

    ResponderEliminar
  9. Queria saber desvendar onde a tua alma vai buscar, tão divina inpiração, Tecas.
    " rendo-me". Eu também me rendo à tua poesia.
    Beijos
    Catarina.

    ResponderEliminar
  10. Querida amiga

    Que bom retornar aqui! Tanta sensibilidade, que emociona a alma apaixonada!

    Enviei e-mail há pouco, com códigos de vídeo e imagem do teu poema, que me enviou.

    Veja no Sintonias do Coração

    Deixo meu abraço amigo e um beijo no coração.
    Helô

    ResponderEliminar
  11. Quando os poetas se renderem
    lá se vai o sonho dos pássaros

    Bj

    ResponderEliminar
  12. Rendição ao teu poema, amiga Tecas.
    Toda a natureza nele presente.
    Sublime.
    Beijo e boa semana para ti.
    C.A.

    ResponderEliminar
  13. Metáfora a metáfora, su poema pone ritmo a la belleza natural.
    http://enfugayremolino.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  14. Este poema, Tecas, desde o princípio ao fim, é suprema inspiração.
    A tua sensibilidade à flor da pele.
    Beijos
    Helena P.

    ResponderEliminar
  15. Boa noite !
    Poema gostoso de se ler...de uma calma que nos transmite paz...
    Quero te contar um segredo,kkkkkkk,meu coração amanheceu em festa...
    Passa lá no meu cantinho para bebermos um vinho em comemoração...não esqueça...estou te esperando...
    Bjsssssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  16. Querida amiga
    Especialmente hoje eu vim agradecer o seu carinho e apoio ao meu trabalho!
    Muito Obrigado de todo o coração!
    Abraço muito amigo!
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  17. Oi minha querida amiga dalém mar,
    Vim te ler e ficar feliz com tuas palavras sempre belas!
    Obrigada pela visita....meu cantinho se enche de alegria qdo apareces, viu?
    Beijos...com carinho e um amor-perfeito para ti!
    Mila.

    ResponderEliminar
  18. Render-se...essa, talvez, seja a verdadeira entrega.

    Lindo texto.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  19. Desvendar o amor e render-se a ele... Muito belo, o poema.
    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Uma quinta feira linda pra vc. Sempre haverá um anjo zelando por você.
    Acredite.
    Renove-se. Ame-se de verdade. Agora é primavera vamos
    sentir o perfume que exalam das flores.
    Nessa primavéra linda venha comemorar comigo.
    Os meus 1000 seguidores.
    Muito simples mais deixei para você um mimo na minha postagem.
    Agradeço o carinho a mim dedicado.
    Deus abençoe você.
    Eu Amo Cada Um De vocês.
    Beijos de paz e luz.
    Evanir

    ResponderEliminar
  21. Poema e imagem em sintonia perfeita. Reli-o duas vezes. Belo poema!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  22. Me gusta mucho el cuadro que nos expones, perfectamente complementado con este precioso poema.
    Un abrazo y hasta la vuelta, me marcho unos días de vacaciones.
    Ramón

    ResponderEliminar
  23. Minha querida Tecas,maravilhoso quadro e belíssimo poema...rendição e entrega,no príncipe das marés
    na transparência da luz
    no anel do sol
    no luar ausente
    no beijo das rosas
    no coração dos pássaros
    na pele nocturna da terra


    Lindo,emocionante e mágico.

    Bjsssssss,
    Leninha

    ResponderEliminar
  24. Minha querida

    Hoje passando para oferecer o meu selinho de 2 anos de blogue, feito com o carinho das vossas palavras e com a amizade dos vossos comentários, que me enchem o coração de calor.

    Beijinhos
    Rosa

    ResponderEliminar
  25. "para te dizer - rendo-me!- entre o sonho branco e o cântico do sangue"
    Rendição magnifica num soberbo poema e imagem.
    Beijos,
    Jorge Santos

    ResponderEliminar
  26. Olá,Tecas!!

    E nesta rendição todo o significado do amor!!!!
    Belíssimo poema e imagem!!!
    Beijos pra ti!

    ResponderEliminar
  27. Adorei esse seu "cantinho especial"!
    PARABÉNS!!!
    Virei sempre aqui e ficarei feliz com a sua visita.
    Ah! já estou lhe seguindo, me siga tb.
    Beijos e fique com DEUS!

    ResponderEliminar
  28. Que bonito e expressivo poema, amiga Tecas.
    Rendo-me a ele...rs
    Abraço.
    José Pedro

    ResponderEliminar
  29. estado sublime aquél que nos permite rendirnos ante tanta inmensidad y belleza.

    un abrazo fuerte!

    ResponderEliminar
  30. querida amiga, acabo de ver tu solicitud de amistad, gracias!!!!!!!!

    un gran abrazo.

    ResponderEliminar
  31. Oi, Tecas :) A pintura é linda. A moça de branco diante do mar transmite uma sensação mágica de serenidade, própria do contato com a natureza. Lendo seu poema, eu percebo o quanto consegui desvendá-la! :D
    Belo demais.

    Bjs ;)

    ResponderEliminar
  32. muitas vezes fica dificil desvendarmos as preces, mas... com elas podemos aprender a desvendar o fica dentro de nos
    bjs

    ResponderEliminar
  33. Olá, Tecas...
    Adoro esse coração do seu Perfil...
    O Poema do Post está maravilhoso!!
    Agradeço seu comentário sobre o Espelho, mas não vi o nome Sapatinhos da Dorothy nos blogues que você segue...rs, acho que esqueceu, Amiga...
    Bjins,

    Sapatinhos da Dorothy

    ResponderEliminar
  34. rendo-me

    e transmito-te
    o sopro da tua
    divina infinitude!

    és linda, amiga!

    muitos abraços
    jorge

    ResponderEliminar
  35. Devo confessar que me vi em lágrimas ao concluir seu poema. Parece que foi escrito pra mim. Foi impossível não imaginar a figurinha que vive no meu sangue. Obrigado pelo lindo texto.

    Li o poema também na ordem inversa (se possível for falar em ordem) e fiquei impressionado. Foi intencional? Um beijo

    ResponderEliminar
  36. Muito linda esta poesia,alias como todas.Passei para uma espiadinha.Grande abraço.

    ResponderEliminar
  37. Muito belo .... pbéns e obrigado sempre por suas visitas e comentários ... abçs

    ResponderEliminar
  38. O verso cuja cadência cadencia ternura e pureza.
    BELO!!!

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  39. __________________________________________


    ...belo e suave como um voo de pássaro!


    Beijos de luz e o meu especial carinho...

    ____________________________________________

    ResponderEliminar
  40. À medida que desvendamos, desvendamo-nos...

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  41. «entre o sonho branco e o cântico do sangue»
    Esperei escrever inspirado, não tendo acontecido procuro o efeito de que é feito o último verso do poema! Beijos

    ResponderEliminar
  42. E fiquei rendida,com o encanto das maravilhosas enumerações.
    E no branco...escrevi os silêncios, as rosas e os beijos!
    De poeta mesmo...
    bji e flores

    ResponderEliminar