Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





28/10/13

AS CORES DO CÉU

Imagem: Freydoon Rassouli

atraem-me as cores do arco íris
quando pela mão da natureza pintado
o espaço se abre ao céu
de um outro céu
na linha perfeccionista do Universo

num círculo de reflexos coloridos
o sol é embrulhado em bruma
e a água é um lago de amargura
que chega de longe
em séculos vividos

ve-mo-lo inscrito no céu
mesmo para lá dos céus
confiado ao mistério
onde o tempo patina
no concílio dos deuses

mas quais são as cores do céu
se nunca ninguém chegou
à abóboda do infinito para as conhecer?

vejo
até onde me é dado ver
no perfil do horizonte
nuvens de algodão
desenhadas no intenso e extenso azul
e mais distanciados
débeis raios de fogo
e numa fantasia consciente
imagino-me
numa imensa tela anil
escrava submissa
das cores do arco íris.

Teresa Gonçalves


4 comentários:

  1. Belissimo!
    Não comento para não estragar a sua beleza.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  2. Lindo, querida amiga, como as tuas cores!
    Bji e abraço
    Manuela

    ResponderEliminar
  3. Lindas estas cores do teu céu!...
    Besos

    ResponderEliminar
  4. "As cores do céu", Teresa... Sem dúvida, as tuas, aquelas que mais te fascinam e que te aportam o imaginário arquetípico do teu sempre, que o espelho do céu inconsciente te devolve, ainda que confinado ao mistério que a deriva do tempo, condicionada pela vontade divina te coloque dúvidas.

    Depois... depois a tua "fantasia consciente" busca o remate na transcendência relativizada da simples representação mental mais prazenteira, através do recurso a conceitos que podem ser tanto objectivados como subjectivados pelo olhar falível do teu humano desejo partilhado.

    Parabéns!
    Beijinhos
    Manel

    ResponderEliminar