Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





25/04/10


deposito palavras da minha boca

no mais alto de mim.

e num sopro de amor sol

entrego-as a ti

sem ferir teu silêncio.




9 comentários:

  1. Olá Tecas, gosto da transformação ..."no mais alto de mim"...profundidade poética...
    Um beijo de...

    ResponderEliminar
  2. Palavras que não ferem o silêncio são um sopro de amor e sol. Muito belo!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Uma bela entrega de amor.
    Gostei muito do teu pequenino poema.
    Querida amiga, bom resto de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Pequeno, bonito e incisivo.
    Gostei.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. Tecas...

    As palavras doces não ferem o silêncio!

    AL

    ResponderEliminar
  6. Nunca o silêncio será ferido pelo sopro do amor !
    Lindo poema !
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  7. Bonito.

    Gostei.

    Apesar de parecer simples.

    Beijinhosss

    ResponderEliminar
  8. Tequinhas, querida amiga, vim à procura de mais...
    Boa semana, beijo.

    ResponderEliminar
  9. Difícil comentar um poema feito da força e equilíbrio de breves palavras muito simples, bem merecedor da beleza e colorido da imagem escolhida para o acompanhar. Parabéns! Bjs

    ResponderEliminar