Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





23/01/11

SIMPLESMENTTE AMOR

Imagem da Net
vem de longe
e não sei porque está em mim.
volátil lágrima do espírito
penetra o meu delicado sentir
sem dizer de onde vem
nem de mando de quem.
em meu dia
em minha noite
flutua lúcida à minha volta
até entrar
no lago sagrado da emoção profunda
e possuir-me
num ancestral feitiço.

não sei de onde vem
nem de mando de quem
procurar a minha taça
para a fazer transbordar
no seu delúvio.

"in" Singelo Canal

16 comentários:

  1. Tecas,
    lágrimas plurais as tuas!
    Belo poema a transbordar amor...
    simplesmente amor.
    Beijos da tua amiga
    Helena P.

    ResponderEliminar
  2. Tecas,

    Sentimentos transbordantes nas pérolas transparentes beijando o teu rosto...

    Gosto de estar aqui.

    Bjos

    Pj

    ResponderEliminar
  3. Lindo, lindo poema. Triste, transbordante de emoção...
    Beijo
    Catarina

    ResponderEliminar
  4. Olá Tecas

    Passei bons momentos ontem aqui, mas tive problemas de conexão e não consegui deixar comentário.
    Obrigada duplamente, pois ao me visitar me proporcionou conhecer seu belo blog!
    Quantas páginas de muita sensibilidade! Beleza poética pura! Parabéns!
    Irei linkar seu blog para retornar e será um prazer recebê-la também!
    Tenho outros blogs, se puder dê uma olhada...
    Tenha um ótimo 2011, cheio de alegrias, amor, amizade e inspiração!
    Deixo um beijo com minha admiração.
    Cá do outro lado do mar...
    Helô Spitali

    ResponderEliminar
  5. Um poema muito belo! O amor não se anuncia quando chega, nem diz de onde vem. Acontece simplesmente.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  6. As lágrimas do espírito não pedem licença para se libetarem, querida amiga Tecas. Um belo poema de amor universal.
    Beijos
    C.A.

    ResponderEliminar
  7. De longe, mas também de perto:
    surpresa que me chega com afecto.
    Com sabores a um tempo ido
    mas que hoje ainda tem sentido.

    Um maiato

    ResponderEliminar
  8. Tecas,

    Senti as palavras do poema com emoção profunda!

    Um abraço,
    AL

    ResponderEliminar
  9. Belo poema! Lágrimas de amor, simplesmente amor!
    Excelente emoção num poema.
    Beijos
    Jorge Santos

    ResponderEliminar
  10. Belíssimo.
    De uma sensualidade discreta que consegues transmitir às palavras porque sabes o que queres exactamente dizer.
    Gostei imenso, querida amiga.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  11. Solta-se uma extrema sensibilidade neste belíssimo poema.
    Gostei de ler.
    Beijos
    José Pedro

    ResponderEliminar
  12. às vezes, também não sei "de onde vem/nem de mando de quem/te vem essa taça transbordante" de
    inspiração, onde há muito vais beber.
    Parabéns e bjs.
    M.M.

    ResponderEliminar
  13. ____________________________________


    ...de onde vem? E quem se importa?

    A alegria é que tenha chegado e acontecido...

    Lindo, Teca!

    Beijos de luz e o meu carinho...


    _________________________________________

    ResponderEliminar
  14. Olá Tecas,

    Um belo e emocionante poema

    Boa semana

    Um beijo

    ResponderEliminar
  15. Maravilhoso poema amiga, adorei bom fim de semana, beijinhos !!!

    ResponderEliminar
  16. Minha querida você "não sabe de onde vem"
    E eu não sei para quê.
    A gente não sabe quase nada.
    A gente sente!
    Um beijo, minha querida.
    Com carinho
    Fátima

    ResponderEliminar