Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





06/04/09

VIVE O POETA















imagem Celito Medeiros


a cantar vive o poeta
letras de liberdade
numa imperiosa oferta
vibrante de ansiedade

letras de água salgada
letras de sol,luz e cor
letras de alvorada
letras de seiva e amor

a cantar vive o poeta
letras ao vento que passa
nas moitas de tojo e giesta
onde se esconde a desgraça

letras de mágoa, alegria
letras de estrelas, luar
letras da noite, do dia
letras do verbo amar

a cantar vive o poeta
letras ao Universo
tecendo letras de festa
nas finas tranças de um verso

letras de boa e má sorte
letras de sensações
letras de vida e morte
letras de quatro estações

a cantar vive o poeta
letras p'ra toda a gente
mendigo, rei ou profeta
canta o que vê e sente

e de asas suspensas no ar
colhe pérolas do Infinito
que faz sua alma flamejar
no divino processo de criar

a cantar vive o poeta
mendigo, rei ou profeta...!

*"in" entre dois nós

3 comentários:

  1. E o Poeta sempre viverá. Porque sente e sentindo nunca deixará de estar presente. Adorei o poema. Muitos beijos.

    ResponderEliminar
  2. Creio que é a primeira vez que visito este blog

    (que acho muito interessante).

    E logo, porque, visitou o meu!

    Muito grato pelo que disse do meu mais recente livro Itinerário.

    Pena que não tenha havido uma apresentação por essas bandas...

    Cumprimentos meus

    ResponderEliminar
  3. Viva o poeta que canta o sentido da vida!
    Viva.
    Aplausos para ti que cantas o poeta...
    Beijos
    Renata

    ResponderEliminar