Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





06/05/09

Imagem autor desconhecido




UMA CARICIA A FLORIR

Quem não quer sentir a chama,
Quem não precisa de carinho;
Da amizade e mão humana…
Na vida deste caminho!?

É assim que o Grupo Dramático e Musical Flor de Infesta, procura para as suas Tertúlias Poéticas, para os seus saraus de poesia, encontrar temas que motivem e sensibilizem, toda a família de poetas e escritores que mensalmente honram esta Colectividade Cultural quase centenária, com a sua presença, os seus inventos e criações de arte literária… e com a sua presença e representação em declamação da sua criação poética.

E mais uma vez, como sempre, desde há vários anos; a próxima sexta-feira dia 15 de Maio de 2009 pelas 21,30 horas, voltará sensível e culturalmente a projectar-se poeticamente “Uma carícia a florir ”, no Salão Polivalente do Flor de Infesta.

Porque “Infesta” e será sempre a Primavera, a carícia ou simples Flor!
Como habitualmente, este Sarau será animado com acompanhamento musical.
No final da projecção de arte e do saber criar e declamar poesia, o abraço aos amigos poetas aniversariantes que nasceram entre 18 de Abril e 15 de Maio.
Convívio mensal dos aniversariantes (18/04 a 15/05) dos poetas e amigos das Tertúlias Poéticas do Flor de Infesta.


É assim todas as terceiras sextas-feiras do mês no Flor, onde da flor, o fruto poético vai no vento da comunicação popular, da imprensa e nas ondas da Net.
(O poeta leva a mensagem a mundos que o mundo desconhece! José Faria)



3 comentários:

  1. ______________________________________

    Dever ser uma festa bem bonita!


    Beijos de luz e o meu carinho...


    ____________________________________________

    ResponderEliminar
  2. O meu Blog também é teu e existe para ser dar!
    Até lá, na poesia em Flor Infesta,
    Beijos de amizade,

    Zémaiato

    ResponderEliminar
  3. E como de Poesia se trata e do Flor igualmente, lá estaremos, sempre que possível.
    Deixe-nos o tempo e a saúde e a Poesia se escreverá, se dirá, se fará convívio e festa.

    Bj

    Maria Mamede

    ResponderEliminar