Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





27/04/09

imagem autor desconhecido




eis que me encontro aqui perante ti
numa prece de palavras escritas
tentando fazer florescer carícias
na hora de desnudar silêncios
ao pulsar das emoções.


cheiro o aroma macio do amanhecer das flores
e respiro a frescura do canto das águas
como o despertar de um sonho
em gestos livres de clara luz
sem invenções de batalhas de maldade


não calço sandálias de pescador
e o meu coração tem a fragilidade de um cravo
não beijo a mão imposta pelos credos
mas beijo as mãos abertas das crianças


ao mundo dou o meu sentir do mundo
e assim me encontro perante ti
nesta prece de palavras escritas.

Ísis ( TG)


18/04/09

VIGÍLIA

imagem - autor desconhecido






quando o labirinto da mente
fecha a lembrança

quando na sementeira da penúria
o sol assobia e bebes suor

quando a raiz é verde
e a espiga apodrece

quando o coração das flores
se agita na noite

quando a fadiga toca guitarra
com punhos de vento

quando Abril arrefece no relógio do tempo
marcando o silêncio

rompe no seio das promessas
as revoltas do passado
e em órbita
soa o canto da liberdade
no mar do povo
da minha pátria


"in"olhar interior

16/04/09



















sentada sobre os grãos dourados
liberto palavras.
liberto-as no poema FAROL de luz
para aquecer a noite
crivada de medos embrulhada em solidão
neste MAR IMENSO agitado em algas de indiferença.

ERODIDO oceano
espelhado nas vozes velozes e ondulantes
que levam à rota do DISTANCIAMENTO
quando entram carregadas de TEMPESTADE
pelas bocas entreabertas das falésias da vida.

liberto palavras.
liberto-as no poema
de um canto humilde dirigido ao CÉU
em tempo de busca do astro luz
numa FUSÃO de amor e paz
como uma haste erguida sem ser AMORTECIDA
nos passos do vento norte
nem no frio agreste dos cavalos da morte
onde se oculta o culto inculto das armas
que obriga a COMUNGAR
o castrante e AVASSALADOR veneno
das marés loucas do poder
que gasta e desgasta o AZUL celeste
numa nuvem sombria na proa do silêncio.



Ísis(TG)

15/04/09


Grupo Dramático e Musical Flor de Infesta
Rua Padre Costa, 118 - 4465-104 S. Mamede de Infesta

"O POETA É UM UNIVERSO LIVRE”

Convite



O Grupo Dramático e Musical Flor de Infesta tem o prazer de (o)a) convidar para a “Tertúlia Poética” a realizar na próxima sexta feira dia 17 de Abril de 2009 pelas 21,30 horas, cujo tema facultativo “São cravos, senhor, são cravos ”, decorre no Salão Polivalente desta Associação.



Este Sarau será animado com acompanhamento musical do cantor e compositor Carlos Andrade.

Convívio mensal dos aniversariantes (21/03 a 17/04) dos poetas e amigos das Tertúlias Poéticas do Flor de Infesta.

Como sempre, esperamos que nos honre com a sua presença

07/04/09


Miguel Angelo






abre a embalagem da tua matéria
e procura dentro dela
a tua essência.
se a encontrares
descobrirás
que a necessidade de afirmação social
é ridícula e temporal.

o valor do ser humano está dentro e não fora de si.




Ísis(TG)

06/04/09

VIVE O POETA















imagem Celito Medeiros


a cantar vive o poeta
letras de liberdade
numa imperiosa oferta
vibrante de ansiedade

letras de água salgada
letras de sol,luz e cor
letras de alvorada
letras de seiva e amor

a cantar vive o poeta
letras ao vento que passa
nas moitas de tojo e giesta
onde se esconde a desgraça

letras de mágoa, alegria
letras de estrelas, luar
letras da noite, do dia
letras do verbo amar

a cantar vive o poeta
letras ao Universo
tecendo letras de festa
nas finas tranças de um verso

letras de boa e má sorte
letras de sensações
letras de vida e morte
letras de quatro estações

a cantar vive o poeta
letras p'ra toda a gente
mendigo, rei ou profeta
canta o que vê e sente

e de asas suspensas no ar
colhe pérolas do Infinito
que faz sua alma flamejar
no divino processo de criar

a cantar vive o poeta
mendigo, rei ou profeta...!

*"in" entre dois nós

02/04/09

No dia 5 de Abril, pelas 15,30 no Mosteiro Santa Maria da Vitória ( Mosteiro da Batalha ), Apresentação do livro





Parabéns querida amiga Amita (Fátima Fernandes) e Paula Raposo.