Com a voz do coração dou as boas vindas e agradeço a visita, porque, a semente mais pura do pensamento, está no coração.





15/06/10

LUA DO MAR

Foto de autor desconhecido



o mar viu-nos assim.

beijavam-me os pés
os seus lábios de espuma
enquanto eu estremecia nos teus braços
e fiquei presa aos grãos dourados
na incerteza de te ver tal como és.

o mar viu-nos assim.

agora
do outro lado desse espelho
na certeza de te ver tal como és
vejo a linha do meu Equador
na lua do mar
na brisa do infinito.

é esse o beijo que eu quero que bebas
é esse o aroma que eu quero que sintas
enquanto o Príncipe das marés
me adormece docemente nos seus braços
por mais longe que eles vivam...

é esse o beijo que eu quero beber.
é esse o aroma que eu quero sentir.

"in" painel multicor - volume II

11 comentários:

  1. que assim seja, teresa... um grande beijinho para si*

    ResponderEliminar
  2. O mar, testemunha de amores e desencantos Tecas...Conheço o poema do teu livro, é um dos que mais gosto.
    A vida continua...
    Beijos desta tua admiradora e amiga
    Catarina

    ResponderEliminar
  3. Tecas,bonito poema! Bem escrito, perfeito em sentimentos de incertezas e querer...
    Um beijo grande.
    C.A.

    ResponderEliminar
  4. Categórico...e com musicalidade!
    Primeiro o sol, depois a lua e o mar...o que vem de seguida Teresa?
    Beijos e beijos de amizade
    Helena P.

    ResponderEliminar
  5. Encantador! A conjugação perfeita dos vários elementos; sol, lua, mar...
    Beijo e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  6. Delicioso e singular...excelente Tecas!
    Beijos e bom fim de semana.
    Jorge Santos

    ResponderEliminar
  7. Belíssima imagem para um belíssimo poema !
    Um beijo grande.

    ResponderEliminar
  8. Por onde tem andado que não a descobri?
    Sensibilidade, musicalidade, belas imagens escritas. A Catarina não mentiu ao dizer-me que a sua poesia é linda.
    Parabéns, gosto do que vejo...
    José Pedro

    ResponderEliminar
  9. Que dizer se o poema diz tudo?
    É um encanto ler-te.
    Bjoka e uma flor

    ResponderEliminar